Converse diretamente com a serventia
Clique aqui
O carrinho
está vazio

O protesto de título em cartório é uma forma de cobrança utilizada quando ocorre a impontualidade de um pagamento. Em tempos de dificuldades financeira, é comum conhecer empresas ou pessoas que já tiveram seus nomes protestados.

O protesto de título, além de deixar seu nome sujo na praça, traz diversas restrições financeiras que podem causar uma série de dores de cabeça.

Umas das principais desvantagens em ficar com o nome protestado é a dificuldade em conseguir crédito, e isso inclui a aquisição de cartão de crédito, crediário em lojas, empréstimos e financiamentos bancários.

Afinal, os credores estão sempre de olho nos riscos e podem restringir o acesso ao crédito.

TIRE SUAS DÚVIDAS


Quais documentos posso apresentar para protesto?

Contrato de locação de imóvel, demonstrativo de encargos condominiais e sentenças judiciais, confissão de dívida, contrato de arrendamento mercantil (leasing), contrato de alienação fiduciária, contrato de compra e venda com reserva de domínio, contrato de mútuo, contrato de participação em grupo de consórcio, termo de acordo, termo de conciliação da Justiça do Trabalho, dentre vários outros documentos.

Como faço para protestar um título?

O protesto deve ser solicitado a um cartório de protesto ou ao serviço distribuidor da praça de pagamento. Leve seus documentos pessoais ou da sua empresa juntamente com os títulos protestáveis conforme o item anterior. Indique o endereço completo do requerido e o restante do processo é realizado pelo cartório.

O que acontece quando o título é protocolado para protesto?

É dado um prazo de 3 dias úteis para o devedor apresentar justificativa do não cumprimento da responsabilidade. Caso o devedor não apresente sua justificativa que o cartório iniciará com a lavratura do ato bem como publicar em edital a dívida e negativação do CPF/CNPJ nos órgãos de proteção ao crédito.